Saiba o que esperar do clima no mês de abril Retorno das chuvas ao Centro-Sul já acontece na primeira quinzena do mês

Pryscilla Paiva, editora de Tempo do Canal Rural

Em abril, a umidade da Amazônia segue canalizada sobre áreas do Norte do Brasil mantendo a chuva frequente, mas com acumulados menos expressivos. No Nordeste, essa umidade é somada à atuação de sistemas como a Zona de Convergência Intertropical e o Vórtice Ciclônico de Altos Níveis.

“Mesmo com o El Niño atuando, o que deveria diminuir a chuva no Nordeste, não podemos deixar de levar em consideração que as águas do Atlântico na costa da região estão mais quentes do que o normal, favorecendo os altos volumes”, diz Heloísa Pereira, meteorologista da Somar.

Os maiores acumulados devem ficar concentrados numa faixa que vai desde o Acre até o Ceará. Na região de Uruçuí e Bom Jesus, no Piauí, a chuva e a má qualidade das estradas deixaram as rodovias intrafegáveis e geraram problemas para escoar a produção.

Também vai chover no Centro-Sul em abril, com destaque para a primeira semana do mês, quando há a passagem de uma frente fria. A chuva fica concentrada especialmente na primeira quinzena do mês; depois disso, espera-se um tempo mais seco predominando sobre a maior parte do Brasil. O retorno da chuva no início de abril beneficia as lavouras de milho segunda safra do Paraná, Mato Grosso do Sul e São Paulo.

Temperaturas
O período mais quente do ano já passou. Com a chegada do outono, é natural que as temperaturas já não alcancem os mesmo valores dos meses anteriores durante a tarde. Mesmo assim, a presença do fenômeno El Niño, mesmo fraco, faz com que a ainda haja ondas de calor fora de época nas áreas mais centrais e no Norte do país.

Previsões indicam que as temperaturas ainda vão ser mais altas do que o normal na primeira quinzena de abril durante as tardes de forma geral. Mas, no Centro-Sul, com a diminuição da chuva na segunda quinzena, teremos maior amplitude térmica do meio para o final do mês. As temperaturas mínimas ficam mais baixas no início do dia e as máximas quase dobram de valor durante as tardes.

Fonte: Site Canalrural

Leave a Replay

Dixe o seu email para receber novas notícias

Close Menu